PIS

Tabela do PIS 2021

Todos os anos, o Governo Federal divulga a tabela do PIS 2021 com as datas de pagamento do Abono Salarial do trabalhador do setor privado. Como de costume todos os anos o abono salarial sempre caia nos mesmos meses previsto, porém com o atual cenário de crise que acabou com a economia do Brasil, houve mudanças no programa que impactaram nos planos do trabalhador. Confira a seguir sobre a tabela do PIS 2021.

Calendário PIS 2019
Tabela do PIS 2021 – Confira tudo sobre o PIS PASEP 2021

A tabela do PIS sofreu grandes mudanças aonde o pagamento de 2018 ainda estaria sendo passando para os trabalhadores em 2016, tudo isso por conta da crise financeira do Brasil, sendo assim o capital de repasse para os trabalhadores foi divido sendo pago uma parte no ano de 2015 e a outra no ano de 2016.

Abono Salarial 2021

No próximo ano, o pagamento do abono salarial Caixa será feito por meio de dois calendários diferentes: se você for correntista da Caixa Econômica Federal, seu PIS 2021 vai cair diretamente na sua conta, então basta tirar um extrato de sua conta corrente para conferir se o pagamento foi feito corretamente.

Calendário PIS 2021 para correntistas

Cai na conta de quem recebe PIS na CAIXA:
Aniversário em: Recebe no dia:
Julho 26/07/2020
Agosto 16/08/2020
Setembro 13/09/2020
Outubro 11/10/2020
Novembro 17/11/2020
Dezembro 13/12/2020
Janeiro e Fevereiro 17/01/2021
Março e Abril 14/02/2021
Maio e Junho 14/03/2021

Calendário PIS 2021 para não-correntistas

Caso você não seja cliente Caixa, o seu pagamento será feito conforme outro calendário. Sendo necessário realizar o saque do PIS em:

  • Agência Bancária;
  • Lotérica ou;
  • Posto de Atendimento Caixa Aqui.
TABELA PIS 2020/2021 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (ATUALIZADA)
Calendário de pagamento do PIS 2021 para agências da Caixa:
Aniversário
Pode Sacar em: Até:
Julho 28/07/2020 30/06/2021
Agosto 18/08/2020 30/06/2021
Setembro 15/09/2020 30/06/2021
Outubro 14/10/2020 30/06/2021
Novembro 21/11/2020 30/06/2021
Dezembro 15/12/2020 30/06/2021
Janeiro e Fevereiro 19/01/2021 30/06/2021
Março e Abril 16/02/2021 30/06/2021
Maio e Junho 16/03/2021 30/06/2021

Tabela PIS 2021

É importante lembrar que agora deve seguir a tabela, pois os meses de costume não vão sair mais pelo menos por enquanto. Por isso, muitas pessoas podem acabar perdendo o seu benefício simplesmente por estarem desatualizadas desta informação, o pagamento do abono salarial este ano poderá ser sacado até dia 30 de junho.

tabela Abono Salarial 2017
Tabelas de pagamentos dos abonos PIS e PASEP

Quem não conseguir sacar o benefício dentro deste prazo o valor, o valor acaba sendo revertido para os cofres do Governo Federal. Vale lembrar também quer o valor do benefício do PIS não é ressarcido, ou seja, não sacou este ano por algum motivo, ano que vem você recebe o benefício de novo porem somente com o valor mínimo de vigência nacional.

Para receber o PIS quais são os requisitos exigidos?

Para ter direito ao PIS, deve-se atender esses requisitos anualmente:

  • O trabalhador deve ter no mínimo 5 anos registrado no programa;
  • Ter trabalhado um período de 5 anos de carteira assinada, seja ele seguintes ou descontínuos;
  • O mesmo precisar receber valor máximo de 2 salários mínimos por mês;
  • É preciso que o trabalhador tenha exercido sua função durante o período mínimo de 30 dias com carteira assinada, no ano anterior;
  • A empresa deve estar em dia com o MTE informando também todos os seus dados de acordo com o período determinado para o RAIS.

Onde posso sacar o benefício?

O saque do PIS pode ser feito em:

  • Qualquer agência da Caixa ou;
  • Do Banco do Brasil.

Isso muda de acordo com o seu benefício, se for PIS 2021 (Privado) ou PASEP 2021 (Público).

As regras do PIS costumam sofrer atualizações que impactam o trabalhador, pois as mudanças são em relação a valor. Caso o trabalhador queira receber o valor integral do benefício, será preciso trabalhar 30 dias garantidos por lei.

Sendo assim o mesmo receberá o valor do seu abono salarial integral, caso o mesmo tenha trabalhado menos de 30 dias o trabalhador vai receber proporcional ao trabalhado.